A maioria dos iaques vive a altitudes muito elevadas, onde os níveis de oxigénio são baixos. Duas características compensam esta situação. Por um lado, os seus pulmões que são maiores que na maioria do gado de tamanho semelhante estão adaptadas para este fim. Além disso, a traqueia do iaque é particularmente larga e flexível permitindo uma elevada taxa de entrada de ar.